icon-mobilidade.png

Mobilidade

Ação 1 - Mobilidade para a Aprendizagem

Esta ação é a Pele do Programa Erasmus+. É a ação da sensação, do sentimento, da vivência, do toque e da sensibilidade. Esta ação permitirá apoiar 3 tipos de projetos: intercâmbios, serviço voluntário europeu e formação e ligação em rede.

Descobre o que apoia

O que são projetos de mobilidade?

São projetos que concretizem a deslocação física para um país diferente do país de residência para realizar atividades de aprendizagem não-formal ou informal; podem assumir a forma de intercâmbio de jovens, voluntariado, ou a participação numa atividade de animadores, e pode incluir atividades preparatórias, como formação na língua de acolhimento, bem como atividades relativas ao envio, acolhimento e follow-up. Na área da juventude podem ser projetos de mobilidade para jovens (Intercâmbios de Jovens e Serviço Voluntário Europeu) e animadores de juventude;

Que atividades apoia?

INTERCÂMBIOS DE JOVENS

Os Intercâmbios de Jovens permitem que grupos de jovens de pelo menos dois diferentes países se conheçam e partilhem uma habitação por um período até 21 dias. Durante um Intercâmbio de Jovens, os participantes, apoiados por líderes de grupo, executam conjuntamente um programa de trabalho (uma combinação de workshops, exercícios, debates, interpretação de papéis, simulações, atividades ao ar livre, etc.) por si concebido e preparado antes do Intercâmbio. Os Intercâmbios de Jovens permitem aos jovens: desenvolver competências; tomar consciência de tópicos/áreas temáticas socialmente pertinentes; descobrir novas culturas, hábitos e modos de vida, principalmente através da aprendizagem entre pares; reforçar valores como a solidariedade, a democracia e a amizade, etc.

SERVIÇO VOLUNTÁRIO EUROPEU

Esta atividade permite que jovens com idades compreendidas entre os 17 e os 30 anos expressem o seu empenho pessoal através de serviço voluntário não remunerado, a tempo inteiro, por um período máximo de 12 meses, noutro país situado dentro ou fora da União Europeia.
Além do apoio fornecido aos voluntários pelas organizações participantes, as Agências Nacionais ou os centros SALTO regionais organizam um Ciclo de Formação e Avaliação50 a cumprir por cada participante e constituído por:
a) formação à chegada para o serviço SVE com duração igual ou superior a 2 meses
b) avaliação intercalar, para o serviço SVE com duração igual ou superior a seis meses.

FORMAÇÃO E CRIAÇÃO DE REDES DE ANIMADORES DE JUVENTUDE

Esta atividade apoia o desenvolvimento profissional dos animadores de juventude por meio da realização de atividades como seminários transnacionais/internacionais, cursos de formação, eventos de troca de contactos, visitas de estudo etc., ou períodos de acompanhamento no posto de trabalho (jobshadowing)/observação numa organização ativa no setor da juventude no estrangeiro. Todas estas atividades são organizadas pelas organizações que participam no projeto. A participação dos animadores de juventude em tais atividades contribui para o reforço das capacidades da sua organização e deve ter um impacto evidente sobre o trabalho diário dos animadores de juventude com os jovens. Os resultados de aprendizagem deverão ser divulgados no domínio da juventude.

Quais os prazos de candidatura?

A cada ano existem 3 datas limite de candidaturas. No ano de 2018 são:

  • 15 de fevereiro;
  • 26 de abril;
  • 4 de outubro;

NOTA IMPORTANTE
As candidaturas devem ser submetidas até às 12h00 (hora de Bruxelas).

Quais as prioridades específicas?

Em 2018, serão destacadas as seguintes linhas no respeitante à seleção dos projetos:

  • Inclusão dos jovens marginalizados, a promoção da diversidade, do diálogo intercultural e inter-religioso, dos valores comuns da liberdade, da tolerância e do respeito pelos direitos humanos, bem como o reforço dos projetos que contemplem a literacia para os media, o pensamento crítico e o espírito de iniciativa dos jovens, assim como
  • Capacitação dos animadores juvenis com as competências e metodologias necessárias para transferir os valores comuns fundamentais da nossa sociedade para os jovens, prevenindo também a sua radicalização e violência.

A este respeito, tendo em conta o contexto crítico na Europa e considerando que o trabalho com os jovens, as atividades de aprendizagem não formais e o voluntariado podem contribuir significativamente para atender às necessidades dos refugiados, requerentes de asilo e migrantes, e ainda para aumentar a consciência da comunidade local sobre esta questão, deverá dar-se especial atenção ao apoio a projetos de mobilidade de juventude que envolvam ou visem refugiados, requerentes de asilo e migrantes.

Que documentos preciso conhecer?

Todas as organizações envolvidas na candidatura terão de estar registadas e fornecer os seus dados jurídicos e financeiros básicos no Portal do Participante relativo à Educação, ao Audiovisual, à Cultura, à Cidadania e ao Voluntariado, caso ainda não tenha sido feito. Para isso, deves:

Criar uma conta ECAS (salvo se o representante da organização/grupo já tiver uma) e aceder ao Portal do Participante. Aí, registas-te em nome da organização/grupo. O Portal do Participante disponibiliza orientação e respostas a perguntas frequentes. 

A organização/grupo só precisa de se registar uma vez no Portal do Participante. Logo que o registo no Portal do Participante tiver sido concluído, a organização/grupo receberá um Código de Identificação do Participante (PIC). O PIC, que é um identificador único e necessário para a apresentação de candidaturas, permite à organização/grupo Erasmus+ a preencher os formulários eletrónicos de candidatura de um modo mais simples (ou seja, ao inserir o número do PIC no formulário, todas as informações fornecidas pela organização/grupo em fase de registo serão automaticamente inscritas no formulário).

É hora de começares a preencher a candidatura do projeto online para que possas submetê-la.
Atenção às datas e às deadlines de submissão para cada Ação Chave.
Deve ser clara toda a informação que colocas na tua candidatura. Lembra-te que esta deve ser tão completa quanto possível.

Podes aceder aos links e aos guias de candidatura das diversas ações chave na Biblioteca deste website, na área dos Documentos Úteis. 

Depois de preenchida a candidatura online, é hora de a rever e validar se todas as condições estabelecidas no guia estão cumpridas, se todos os critérios necessários estão previstos e respeitados, se toda a documentação foi reunida, se toda a informação crítica do projeto está submetida e se todos os campos estão preenchidos.

Depois disso, submete o projeto, e muito boa sorte!

Onde posso encontrar mais informação e parceiros para os meus projetos?

Podes aceder a diversos links com informação suplementar que ajudarão na construção do projeto:

Pergunta Aqui

Este site usa cookies para melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização Está a usar um navegador desatualizado. Por favor, actualize o seu navegador para melhorar a sua experiência de navegação.